O Parque Oncol é uma área silvestre protegida particular criada em 1989 pela ARAUCO. A superfície do Parque é de 754 hectares. É um lugar de grande beleza que ocupa parte da Cordilheira da Costa, entre o Oceano Pacífico e o Santuário da Natureza do Rio Cruces.

O cume da montanha atinge 715 metros de altitude e apenas 5 km da praia, sendo a mais alta da Cordilheira da Costa entre Nahuelbuta e a montanha Mirador na Cordilheira Pelada. Isso tem uma grande importância pois os lugares mais altos da Cordilheira da Costa não foram afetados pela glaciações; e os bosques se refugiaram aqui quando o vale central e a Cordilheira dos Andes estiveram cobertos de gelo.

A particularidade do parque Oncol é que ele conserva de maneira virgem a exuberante Floresta Valdiviana. Sua característica principal é a de ser uma floresta úmida, sempre verde e mista, com características próprias de uma floresta tropical, mas localizada numa região temperada. Podemos encontrar florestas semelhantes na Nova Zelândia, mas não existem no hemisfério norte.

Na montanha Oncol encontra-se um ecossistema único, a floresta valdiviana da Cordilheira da Costa, também conhecida como floresta litorânea valdiviana, ou simplesmente bosque valdiviano ou floresta valdiviana. A Cordilheira da Costa apresenta uma alta biodiversidade (grande quantidade de espécies de flora e fauna), grande parte delas são endêmicas, ou seja, que só podem ser encontradas na floresta valdiviana. As pesquisas realizadas nesta floresta indicam específicamente que se trata de uma área com altos níveis de biodiversidade, por exemplo mais de 28 espécies de samambaias e 9 espécies de anfíbios podem ser encuentradas neste ecossistema.